+ - L T

Notícias

Políticas Públicas

07/03/2017




CRPRS promove debate sobre acompanhamento de crianças e adolescentes em situação de rua  

Na noite de segunda-feira, 06/03, o Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul (CRPRS) promoveu um debate sobre a Consulta Pública do Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário para estabelecer Diretrizes Políticas e Metodológicas do Atendimento de Crianças e Adolescentes em Situação de Rua na Assistência Social. O evento ocorreu na sede do Conselho, mas pôde ser acompanhado online em Caxias do Sul, Santa Maria, Passo Fundo e Erechim.

A psicóloga Mônica Albuquerque, mestranda da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e integrante do serviço Ação Rua da Região Partenon, apresentou o projeto e detalhes sobre a sua pesquisa "Criança e adolescente em situação de rua moradia e sobrevivência: o que a Psicologia tem a ver com isso?”, em que abordou temas como a ação das/os psicólogas/os para mudar a realidade das pessoas em situação de rua, além do resgate à cidadania e a ideia de uma reconstrução da sociedade em prol dos que precisam de ajuda. "O espaço de debate e troca de experiências é fundamental para a construção das ações do psicólogo dentro da assistência social e principalmente dentro do atendimento à crianças e adolescentes em situação de rua porque fomenta a necessidade e a legitimidade da ação nesses espaços.", enfatiza Mônica.

A partir desse evento, a Comissão de Políticas Públicas irá formular sugestões de diretrizes para o atendimento de crianças e adolescentes em situação de rua. Essas diretrizes serão encaminhadas à Consulta Pública do Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário para estabelecer Diretrizes Políticas e Metodológicas do Atendimento de Crianças e Adolescentes em Situação de Rua na Assistência Social. 

A atividade foi promovida pela Comissão de Políticas Públicas do CRPRS e foi mediada pela conselheira Priscila Pavan Detoni e foi aberta a psicólogas/os e estudantes de Psicologia.

Busca de notícias:

  • A Psicologia faz a diferença
  • Sites credenciados para atendimento online
  • Diversidade